5 doenças que podem ser ocasionadas pelo excesso de estresse

Em doses moderadas, o estresse é um aliado do organismo. Ele aumenta a produção de hormônios importantes — cortisol e adrenalina — que ajudam a manter o corpo em alerta e a superar desafios.

Infelizmente, não é isso que acontece hoje em dia. As pessoas estão correndo de um lado para o outro em suas vidas profissionais e pessoais e não percebem que o excesso de estresse pode ocasionar muitos problemas de saúde.

Quer saber quais são eles? Então, acompanhe este post!

1. Transtornos alimentares

Seja qual for o tipo de transtorno alimentar — compulsão ou anorexia —, é causado e agravado pelo excesso de estresse. Isso acontece porque o organismo fica sobrecarregado e acaba encontrando refúgio na alimentação.

Se você percebeu que está com os hábitos alimentares descontrolados, consulte a opinião de um nutricionista e um psicólogo. Desse modo, você receberá o tratamento de acordo com seu peso, idade, estado emocional e, claro, com o transtorno que você possui.

2. Insônia

É muito comum que pessoas preocupadas com problemas em casa ou no trabalho apresentem dificuldade para dormir. No entanto, a situação se torna crítica quando evolui para uma insônia, trazendo todos os problemas que as noites mal dormidas provocam.

Sem contar que as alterações hormonais, que são muito comuns em situações de estresse, também podem dificultar o sono.

Para evitar este quadro, o melhor é combater a causa do estresse. No entanto, isso não impede que você tome algumas medidas preventivas como evitar a cafeína antes de dormir e principalmente não alimentar as preocupações do dia a dia.

3. Doenças cardiovasculares

Uma pessoa muito estressada pode desenvolver diversos problemas de saúde relacionados ao sistema cardiovascular. Isso acontece porque o excesso de adrenalina pode levar ao endurecimento das artérias, à diminuição do fluxo sanguíneo e outros sintomas que podem aumentar o risco de:

  • acidente vascular cerebral (AVC);
  • formação de coágulos;
  • má circulação;
  • infarto;
  • hipertensão;
  • dentre outras coisas.

A melhor maneira de evitar esse quadro é investir em hábitos saudáveis como: ter uma alimentação balanceada, praticar alguma atividade física e fugir das situações de muito estresse.

4. Depressão

Um fato curioso é que, ao mesmo tempo em que o organismo recebe muito cortisol, há uma redução de dopamina e serotonina — que são neurotransmissores associados à motivação e ao bom humor.

Essas condições estão relacionadas com a depressão. Por isso, quando o nível de estresse é alto, os níveis hormonais se alteram, podendo deixar o indivíduo depressivo.

Neste caso, a melhor medida de prevenção é adotar posturas e ações que reduzem o estresse. Veja algumas delas:

  • não alimentar pensamentos negativos;
  • dormir bem;
  • praticar alguma atividade física;
  • não se isolar;
  • expor-se ao sol.

5. Perda de cabelo

O estresse inibe o desenvolvimento dos fios, podendo até mesmo interromper seu clico de vida. Além disso, aumenta a inflamação — responsável pela má circulação sanguínea no local —, dificultando que os cabelos permaneçam no couro cabeludo.

Para prevenir a queda dos fios, a melhor ação é diminuir as causas do estresse. Evite ficar pensando nos problemas e aceite cada coisa em seu tempo. Aceite o que pode fazer e não se martirize com aquilo que foge do seu alcance.

Como você pode notar, a chave para uma vida melhor é cuidar do corpo e da mente. Na maioria dos casos, o estresse tem raízes emocionais que podem ser tratadas adotando hábitos saudáveis, já que corpo e mente estão interligados.

E então, gostou do nosso post sobre as doenças causadas pelo excesso de estresse? Aproveite a visita ao nosso blog e leia também o artigo “Hábitos saudáveis: 5 formas para uma vida mais plena“.

Postado em 08/01/2018.

Se preferir, agende por Telefone ou Whatsapp: (11) 96924-5563 11 4800-3777


menu agende Agende um exame ou consulta Resultado de Exame